Palácios e dinâmicas urbanas:

centros de poder e de conhecimento na Europa

Évora - 5,6,7 Novembro 2015
Universidade de Évora

Aberta a 2ª Call for Papers. Novo prazo de submissão: 12 de Junho de 2015 (Sem agravamento de preço)
Alunos de Mestrado e Doutoramento, apresentação de comunicações: Preço: 25€

Transmissão em direto do congresso Palácios e Dinâmicas Urbanas: Centros de Poder de de conhecimento na Europa

Link

Palácios e dinâmicas urbanas:
centros de poder e de conhecimento na Europa

Os palácios europeus constituíram mais que meras residências de monarcas, príncipes, cardeais, aristocratas e burgueses. Foram centros de poder, símbolos da ordem social e política, núcleos de produção cultural, artística e científica. Por outro lado, não é de somenos importância o papel que desempenharam enquanto motores da renovação e expansão das cidades. Em sentido lato, podemos considerar o palácio como um pólo marcante não apenas do espaço que configura, mas também do que o envolve.

A partir desta premissa e aproveitando o ensejo das comemorações dos 500 anos da edificação do denominado Palácio de D. Manuel em Évora, parece-nos ser este o contexto ideal para a organização de um congresso internacional subordinado ao tema "Palácios e dinâmicas urbanas: centros de poder e de conhecimento na Europa".

Para este encontro internacional a realizar em Évora, nos dias 5, 6 e 7 de Novembro de 2015, foram convidados investigadores de um amplo leque de disciplinas que passam pelas Artes, Humanidades e Ciências Sociais. As áreas temáticas que nortearão as comunicações a apresentar neste Congresso multilingue serão as seguintes:

As áreas temáticas do Congresso serão as seguintes:
1. Palácios e a polarização, a renovação e a expansão do espaço urbano;
2. O palácio numa leitura arquitetónica e artística;
3. O palácio, as instituições e os poderes;
4. As cortes, a etiqueta e os atores sociais;
5. Palácio, cultura e conhecimento;
6. Palácios, turismo e novos usos do património.

Gostaríamos de sublinhar que a publicação das comunicações, após submissão a arbitragem científica, está, desde já, assegurada.

Organizadores: